Textos


VIAGEM PERIGOSA

Tudo pronto para viagem, de Portugal até as Indias, para afins de comércio por lá, toda uma tripulação, estava no jeito, então embarcaram e o navio partiu. Com bagagens suficientes, para meses de percurso, aquela imensidão de mar, era um grande banho aos olhos, peixes nadando para todos os lados, era fascinante a paisagem a frente, dos lados e atrás.
Ao mesmo tempo que era emocionante, alguns tripulantes demonstravam, uma certa apreensão, devido a uma tempestade, que começava a formar-se no céu.
O dia fechou-se de um jeito que até parecia que tinha anoitecido, eles se mexiam para todos os lados, apressando-se para deixar tudo no jeito, para a chegada daquela chuva. O comandante berrava muito dando ordens, para todos aqueles marinheiros, sentia-se um vento forte que já começava a balançar o navio de maneira muito forte. Então ela chegou com violencia, dava para se ouvir o uivo forte do vento, alguns começavam a fazer suas orações, conforme as suas crenças. Tinha certos momentos, que parecia que ia virar e todos iriam a pique, mas pelas orações que foram feitas, o Divino Criador, olhou por todos e dissipou a tempestade. No outro dia já estava um sol maravilhoso, alegria geral na embarcação, mas havia um problema, saíram da rota normal e depois de alguns dias, alguém lá de cima gritou: - " Terra a Vista ". Dali para frente, foi correria total, indo até a proa, e olhando pela lunete, foi visto muitos indios, na orla da praia, comemoraram que haviam chegado nas Indias. Mas na verdade, apenas tinham encontrado um lugar desconhecido, com vários indios, que os aguardavam, com olhares assustados, pois nunca haviam visto homens brancos, em suas terras...

 
J F Nunes
Enviado por J F Nunes em 05/01/2020
Copyright © 2020. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.


Comentários


Imagem de cabeçalho: jenniferphoon/flickr